16/01/2012

De que adianta?

Quando eu era criança e tinha pesadelos costumava pegar a bíblia e colocá-la debaixo do meu travesseiro, como se isso fosse capaz de me libertar do medo que a noite me trazia.
Minha mãe sempre me dizia que aquilo não adiantava de nada, mas confesso que eu sentia muita calma quando sabia que a bíblia estava ali do meu lado.
Ainda insistindo a minha mãe citou pra mim Salmos 119:11 "Escondi a tua palavra no meu coração para eu não pecar contra ti"  e me explicou que a bíblia embaixo do meu travesseiro não faria diferença nenhuma na minha vida, mas se ela tivesse dentro do meu coração, na minha cabeça eu teria  êxitos nas minhas batalhas e que, como está escrito em Provérbios 3, acrescentariam anos de vida e paz.

Creio que na minha infância o meu ato fez diferença. Deus na minha ingenuidade, na minha fé me abençoou e me guardou durante as noites de pesadelos. Hoje sei que não passou de uma espécie de "mandinga" ou amuleto e que a minha mãe tinha razão. E que ainda de nada vai adiantar ter a palavra de Deus na minha cabeça, assim como os fariseus tinham, se eu não a guardo no meu coração e prático na minha vida.

A Bíblia é a espada. Mas de que adianta eu ter uma arma e na hora de batalha não saber como manuseá-la?  Pra que você vai deixar a bíblia aberta no Salmos 91 dentro da minha casa se eu não tenho fé o suficiente pra acreditar que Ele virá em meu socorro na hora que o mundo estiver caindo debaixo dos meus pés?


6 comentários:

  1. Bom voltar encontrar as amigas e lembrar que existem pessoas que nos trazem boas energias. Beijos e bom sorvete. kkkk

    ResponderExcluir
  2. Que bom......pensei que estava falando com um robô. kkk

    ResponderExcluir
  3. Convido-te a conhecer um Homem de papel
    Convido-te a olhá-lo num espelho de água

    Bom fim de semana

    Mágico beijo

    ResponderExcluir
  4. Questão de fé em D-s é uma coisa muito curiosa: as pessoas agem como se Ele fosse uma entidade pronta a atuar de acordo com nossas convenções. "Vou fazer isso pra que isso não aconteça". O que vale mesmo é a gente ter um relacionamento verdadeiro, sem esse tipo de mentira - no final, é o que conta, não?

    ResponderExcluir