05/08/2011

re - com-me-çar

Esses dias eu estava pensando em um dos passos mais importantes de um cristão: Eu aceitei a Cristo e a minha vida mudou.

É lindo quando vemos o testemunhos de um ex-drogado-prostituto-traficante-bruxo-homossexual-etc... Ficamos emocionados, choramos e repetimos o testemunho para qualquer pessoa que sentar perto da gente.
O problema é quando um conhecido nosso, nascido e criado na igreja, que não tinha aquela vida tão certinha repete a frase - Eu aceitei a Cristo e a minha vida mudou.
Já parou para pensar em como é difícil acreditar nisso? Até porque você vê várias pessoas da sua igreja que falam, e repetem, e repetem e repetem esse "jargão" que ele acabou virando uma espécie de senha para o clube dos santos.
Quando aquele jovem diz: A MINHA VIDA MUDOU! Você dá glória à Deus, como de costume,( mas fala a verdade...) e  fica vigiando para ver se o rapazinho vai cair em tentação só para ter o direito de falar: Viu, era tudo empolgação do retiro.
Sabemos que a mudança completa não vem da noite pro dia. Mudar é difícil, é renunciar uma vida inteira e se acostumar com as coisas novas. Um novo jeito de falar, de andar e de pensar.
É estranho saber que alguém que sempre foi crente tem alguma coisa pra mudar. E como um velho ditado nos alerta... o hábito não faz o monge, assim como a igreja não faz o crente.

4 comentários:

  1. a gente tem que acreditar em alguma coisa pra mudar, né? duro é quando não tem nada pra se agarrar.

    bonito blog :)

    ResponderExcluir